•  
 
 
 
 
Coordenador da FIP ť homenageado no Terceiro PrÍmio CineB
SEXTA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2012
 
 
Willian Pereira, coordenador do Curso Tecnológico de Recursos Humanos das Faculdades Integradas Paulista – FIP, recebeu no último dia 11, no Sindicato dos Bancários de São Paulo, uma homenagem no Terceiro Prêmio CineB do Cinema Brasileiro, promovido pela empresa Brazucah Produções, pelo fato de a IES ter feito parte do circuito de exibição no ano de 2011.
 
Apresentado pelas atrizes Lucélia Santos e Gorete Milagres, o evento celebrou a produção alternativa do cinema brasileiro, premiou os realizadores dos filmes exibidos no CineB em 2011 e homenageou as comunidades e algumas universidades que participaram do projeto do circuito itinerante de cinema.
 
Este ano, os longas selecionados ao prêmio foram: “Guerra dos Vizinhos”, de Rubens Xavier, “Quincas Berro D'Água”, de Sérgio Machado, “O Contador de Histórias”, de Luiz Villaça, “Eu e meu Guarda-Chuva”, de Toni Vanzolini, “Uma Noite em 67”, de Renato Terra e Ricardo Calil (exibido na FIP), “Amor?”, de João Jardim, e “Uma Professora Muito Maluquinha”, de André Pinto e César Rodrigues. E houve também uma homenagem especial ao filme “Tapete Vermelho”, de Luiz Alberto Pereira.
 
Já na categoria curtas os homenageados foram: “O Troco”, de André Rolim, “O xadrez das cores”, de Marco Schiavon, “A mula teimosa e o controle remoto”, de Hélio Villela, “Uma História de Futebol”, de Paulo Machline, “Vida Maria”, de Márcio Ramos, “Procura-se”, de Iberê Carvalho, “Romance 38”, de Vitor Brandt e Vinícius Casimiro, e “A Ilha”, de Alê Camargo.
 
De acordo com o coordenador Willian Pereira, a ideia de buscar a parceria com a Brazucah deu- se pela vontade de aprimorar o ensino e a aprendizagem dos alunos.  “Foi um trabalho muito gratificante. Podemos constatar o que já sabíamos: nosso aluno, de fato, não tem acesso a cinema e ao teatro. Então, eu acho que o estudante deve ser culturalmente informado e socialmente integrado. Esta é a nossa proposta”, explica.
 
Ainda segundo o coordenador, o programa terá continuidade no próximo ano. “Estamos muito contentes por presenciar esse momento de premiação ao lado de pessoas do cinema nacional. Foi uma festa muito bonita e acho que a gente poderia levar esta iniciativa a todas as faculdades do Grupo Educacional UNIESP”, sugeriu.
 
Para Marco Costa, sócio da Brazucah e um dos responsáveis por planejar as ações de divulgação, a aposta em faculdades acontece por acreditar no jovem como um formador de opinião. “Sempre fazemos intervenções dentro das IESs para divulgar os lançamentos dos filmes que ainda não entraram em cartaz”, conta.
 
Há dez anos investindo nesse projeto de levar a 7ª Arte às faculdades, Marco revela que a experiência de ter exibido “Uma Noite em 67” à FIP foi bastante rica. “O professor Willian nos procurou na Brazucah bastante animado com a ideia de levar cinema nacional à sua faculdade. Tomara que a gente continue fazendo exibições dentro da FIP e também nas outras unidades da UNIESP”, concluiu.


 
 
 
 
UNIESP Solidária Biblioteca/
Publicações
TV UNIESP Rádio UNIESP Inclusão
com Arte
Projeto Ambiental EAD Notícias Imprensa Trabalhe
Conosco